Sabe o embrulho no estômago ao ver que Andreas estava na cracolândia?

Marcelo Feller*
Publicado no portal Justificando, em 31 de maio de 2017

http://justificando.cartacapital.com.br/2017/05/31/sabe-o-embrulho-no-estomago-ao-ver-que-andreas-estava-na-cracolandia/Sabe esse embrulho que dá no estômago e esse aperto no peito ao ler que o Andreas, irmão da Suzane Von Richthofen, estava em uma cracolândia?

Então. Cada um daqueles que estão ali é um Andreas. Cada um tem uma história terrível. Cada um teve parentes assassinados, famílias destruídas, histórias desmontadas. Se soubéssemos da dor de todos ao nosso redor, talvez viveríamos num constante estado de amargor, paralisados.

Mas nos protegemos, ainda que inconscientemente. Desumanizamos o outro. Não enxergamos aqueles que vivem em “castas” inferiores, nascidos nelas e fadados a morrer nela, ainda mais frustados porque acreditaram no discurso puramente meritocrático. Acham que não se esforçaram o bastante. E se aprofundam numa espiral depressiva e autodestrutiva.

É fácil ter compaixão e empatia pelo Andreas. Bem nascido, loirinho, frequentou os melhores colégios e vivemos, todos, a sua dor. Vimos a destruição da sua família. Solidarizamos a dor dele, quando teve os pais assassinados.

Difícil mesmo é enxergar humanidade e ter compaixão e empatia com o viciado que parece vindo de outro mundo. Que é analfabeto. Que sempre morou na rua e que já passou pela cadeia algumas vezes.

“Tá com pena? Leva o Andreas pra casa”: Frase nunca dita por ninguém. E que soa, como é, extremamente insensível e idiota. Pois é… troca o Andreas pelo resto do mundo e você verá como é insensível e idiota o discurso dominante. E se é o seu discurso, talvez seja a hora de repensá-lo.

* Marcelo Feller é advogado criminal, formado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Membro do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais.

One thought on “Sabe o embrulho no estômago ao ver que Andreas estava na cracolândia?

  1. Eu só conheço a cracolandia pela televisão, e juro que sempre tive pena das pessoas de lá. Claro que tem os traficantes, que são pra mim ladrões de sonhos e de almas de famílias inteiras, mas a maioria são pessoas sem direção e sem apoio fugindo as vezes das suas casas por violência abusos .
    Mas eu não posso deixar de dizer que aquele lugar tem que acabar. DEVE ser tentado TUDO que for possível para levar aquelas pessoas de lá para algum lugar mais humano.algumas ali não sabem quem são, quem foram,pra onde vão. Estão entorpecidas, estão com matéria e espírito conturbados precisam de alguém. Quem? Eu não sei mas precisam de alguém que as enxergue e as tire de lá. Tenho amigos que passam ali,dizem que já tentaram tirar algumas pessoas De lá com jeito,amor mas eles se negaram. Alguém terá que agir lá. O jeito mais certo eu não Sei mas deixar como estavam é covardia maior!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *