Travestis e transexuais poderão usar nome social na UFRB

Publicado pelo portal Bahia Notícias, em 27 de fevereiro de 2015.

(Foto: Reprodução/TV Subaé)

(Foto: Reprodução/TV Subaé)

Estudantes travestis e transexuais da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) podem usar os nomes sociais nos registros acadêmicos. A decisão, por unanimidade, foi tomada em sessão extraordinária do Conselho Universitário (Consuni), na quarta-feira (25). De acordo com a UFRB, a decisão visa a estimular o acesso e a permanência de travestis e transexuais na instituição.

O vice-reitor, Silvio Soglia, que presidiu a sessão, parabenizou os estudantes pelo engajamento. Para obter o direito de ter o nome social no registro acadêmico, é preciso fazer uma solicitação, por escrito, à Superintendência de Regulação e Registros Acadêmicos (SURRAC) e ao Núcleo de Apoio Acadêmico do Centro de Ensino, ao qual o curso do estudante está vinculado.

A UFRB relata que, a fim de respeitar a privacidade e a autoidentificação do aluno requerente, o nome social passará a ser o único exibido em todos os documentos de uso interno. O nome civil será substituído de documentos como diários de classe, fichas e cadastros, formulários, listas de presença, divulgação de notas e resultados de editais.

•••

O CLIPPING LGBT TAMBÉM ESTÁ NO FACEBOOK. CLIQUE AQUI, CONFIRA E CURTA NOSSA PÁGINA.

Share

You may also like...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *