Teste em humanos de vacina contra o HIV tem resultados positivos

Os pesquisadores querem que os pacientes não precisem usar as drogas medicamentosas para o controle do vírus por meses ou até anos

Publicado pelo portal O Povo, em 15 de maio 2017

Pesquisadores de Barcelona, na Espanha, divulgaram um relatório que indica que cinco pacientes com o Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) não o possuem mais há sete meses. A vacina desenvolvida e aplicada no tratamento faz com que os pacientes não precisem tomar os comprimidos antirretrovirais que inibem os efeitos do vírus.

O teste ainda não foi realizado em larga escala, mas, segundo os pesquisadores, há chance de a vacina ser uma cura. Esse pode ser o primeiro passo em direção ao sucesso de uma cura em 30 anos.

Os pesquisadores querem que os pacientes não precisem usar as drogas medicamentosas para o controle do vírus por meses ou até anos. A técnica, considerada inovadora, combina duas vacinas contra o HIV a uma droga usado no tratamento do câncer.

Além de ter livrado os pacientes do uso de medicamentos há sete meses, a vacina ainda impediu a propagação do vírus no sistema imunológico. “Sistemas de longo prazo que não exigem o uso de remédios realmente podem ajudar 37 milhões de pessoas com HIV. Podemos ter a chance de frear a epidemia”, afirmou Mitchell Warren, diretor executivo da Aids Vaccine Advocacy Coalition, grupo que defende a propagação da vacina em entrevista ao jornal britânico Daily Mail.

Apesar da escala da pesquisa ter chegado a apenas cinco pessoas, o estudo é considerado bastante interessante e importante. Os participantes do estudo deverão ser monitorados e submetidos a testes por mais três anos.

(Foto: divulgação)

Share

You may also like...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *