24 de junho de 2024

Publicado pelo portal Correio, em 07/02/2024

Jaqueline Santos Ludovico Crédito: Reprodução

A mulher acusada de agredir um casal gay foi identificada como Jaqueline Santos Ludovico. Segundo o g1, ela já foi intimada a prestar depoimento. As vítimas já fizeram exame de corpo de delito. O episódio aconteceu em uma padaria de São Paulo na madrugada de sábado (3).

“O setor de investigação analisa as gravações apresentadas e realiza diligências, visando identificar novas testemunhas, bem como obter demais evidências que auxiliem na elucidação dos fatos”, diz a nota da Secretaria da Segurança Pública (SSP).

O jornalista Rafael Gonzaga, um dos homens que sofreram homofobia, contou ao g1 que, além dos xingamentos, também foi agredido fisicamente e ficou com o nariz sangrando. Ele chamou a polícia, mas com a chegada dos agentes, ele foi informado que a agressora não seria presa em flagrante porque os PMs não presenciaram a ação.

Ainda segundo o jovem, houve negligência da polícia, e os agentes tentaram diminuir a gravidade do caso. “É um recado terrível para a sociedade de modo geral, para quem diz que homofobia é mimimi, para quem gosta de fingir que não existe. Eu saí de uma padaria com nariz sangrando por algo que existe, mata, agride, ofende, que é uma parada animalesca, desumana”, afirmou ao g1.

Clipping LGBT+ no Instagram
Clipping LGBT+ no Threads
Clipping LGBT+ no Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *