Dalai Lama expressa apoio a casamento homossexual

AFP e LUSA 

Publicado no portal Público, em 7 de março de 2014

O Dalai Lama disse, durante a sua visita aos Estados Unidos, não ver qualquer objeção ao casamento entre pessoas do mesmo sexo, considerando que se trata de uma “questão pessoal”.

“Se duas pessoas, um casal, sentem que essa forma é a mais prática, a mais satisfatória, se os dois concordam, então OK”, disse o monge budista e líder espiritual do Tibete no exílio.

Numa entrevista ao veterano apresentador de televisão Larry King, o Dalai Lama considerou ainda que o casamento entre pessoas do mesmo sexo é um assunto de cada Governo e, em última análise, “uma questão pessoal”.

“Para os não-crentes, é com eles. Há diferentes formas de sexo. Desde que seja seguro e desde que [as duas pessoas] concordem, OK”, acrescentou.

No entanto, ressalvou que as pessoas devem seguir as regras da sua religião sobre sexualidade.

O casamento entre pessoas do mesmo sexo é cada vez mais aceito no mundo ocidental e na América Latina, mas nenhuma nação predominantemente budista permite o casamento entre homossexuais.

Vários lugares de influência budista, como o Nepal, Taiwan ou o Vietnã debatem cada vez mais o assunto.

O Dalai Lama, que, depois da invasão chinesa, fugiu do Tibete para a Índia em 1959, e mais tarde ganhou o Prémio Nobel da Paz, orgulha-se de ser um progressista e descreve-se como feminista. Porém, alguns dos seus comentários anteriores sobre os direitos dos homossexuais têm causado incômodo no mundo ocidental.

Num dos seus livros, o Dalai Lama, apesar de não criticar explicitamente a homossexualidade, escreveu que o sexo só deve envolver “órgãos destinados à relação sexual”.

O Dalai Lama encontrou-se quinta-feira em Washington com congressistas, depois de, em 21 de fevereiro, ter sido recebido pelo presidente norte-americano, Barack Obama, na Casa Branca, uma visita que foi condenada pela China.

Share

You may also like...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *