21 de abril de 2024

Brasil avança, mas fica atrás de países da América Latina na aceitação do casamento LGBTQIAP+”

Publicado pelo portal Athosgls, em 17/10/2023, com informações da Band

Um estudo do instituto Pew Research, sediado em Washington, EUA, avaliou 24 países, revelando que o Brasil, apesar de avanços, ainda está abaixo de outras nações latino-americanas em apoio ao casamento LGBTQIAP+.

Na Europa Ocidental, países como Suécia, Holanda, Espanha e França lideram com ampla aceitação, enquanto no Leste Europeu os números caem consideravelmente. A Ásia e a África, em sua maioria de orientação religiosa, apresentam os maiores índices de rejeição, com aprovação inferior a 10% em locais como Quênia, Indonésia e Nigéria, onde a homossexualidade é considerada ilegal.

Nos Estados Unidos, 63% da população apoia a união entre pessoas do mesmo sexo. O Brasil segue a tendência global, com 52% de aprovação, em contraste com uma pesquisa realizada há uma década, que mostrava a maioria dos brasileiros sendo contra o casamento gay.

Apesar do progresso, o Brasil ainda fica atrás de outros países da América Latina, como Argentina (67%) e México (63%), onde a aceitação ultrapassa os 60%.

1 thought on ““Estudo revela que 52% dos brasileiros apoiam o casamento LGBTQIAP+”

  1. No Brasil, ainda há homens “‘provedores” que Não assimilam outro homem pagar a conta (combustível ou refeição, exemplos) ainda mais se casal fossem, ele penetrasse quem lhe pagasse a conta, um viés machista, remanescente; já se fosse marido de esposa, seria bem menos resistente se a esposa pagasse a conta do restaurante, por exemplo! Como se a virilidade, na modalidade “hetera” permitisse como uma liberalidade da esposa! Já as mulheres como ainda possuem resistência a marido ser Bissexual ou deles terem se separado porque ele se apaixonou por homem!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *