18 de maio de 2024
http://i0.statig.com.br/bancodeimagens/dl/ia/dw/dliadw9dy3dluh8hioosrg2as.jpg

Português António Simões, homossexual declarado,<br />é nomeado CEO do HSBC na pasta europeia

“Se não fosse gay provavelmente não seria CEO” disse António Simões a jornal português

Publicado pelo portal iGay, em 4 de agosto de 2015

http://i0.statig.com.br/bancodeimagens/dl/ia/dw/dliadw9dy3dluh8hioosrg2as.jpg
Português António Simões, homossexual declarado,
é nomeado CEO do HSBC na pasta europeia

O português António Simões foi nomeado nessa terça-feira (4) ao cargo de presidente executivo da unidade europeia do banco HSBC, maior instituição financeira do continente. Ele deixará a liderança na pasta do Reino Unido para exercer a nova função que será assumida a partir de 1º de setembro.

Homossexual declarado, Simões nadou contra a maré ao afirmar em janeiro deste ano para o jornal português “Expresso” que sua orientação sexual teria contribuido para que chegasse à posição que ocupa profissionalmente: “Se não fosse gay, não seria CEO do banco”.

Ele disse que a homossexualidade não seria uma desvantagem nem um fator neutro, como muitos imaginam, mas sim uma vantagem: “Ser gay tornou-me uma pessoa mais autêntica, com melhor empatia e melhor inteligência emocional”.

Na mesma entrevista, cita o livro “The Glass Closet” (O armário de vidro, em livre tradução) do executivo John Browne que comenta sobre a questão da homofobia no mundo empresarial. No entanto, ele contou nunca ter sido discriminado ao longo da carreira e disse acreditar na meritocracia: “Eu sempre pensei que a forma correta de pensar é acreditar que o sistema é suficientemente justo e que através de uma boa ética de trabalho, de uma boa educação e de algum esforço se acabará por se ser remunerado e recompensado através de progressão na carreira. Acho que é importante não ter uma atitude de vítima sobre este tipo de assuntos”.

O gestor português disse ainda que o mercado teria se tornado mais inclusivo do que era 30 anos atrás e que sabe da responsabilidade social que carrega como profissional para não deixar que a comunidade LGBT se deixe intimidar pelas condição sexuais de forma que esse fator seja um empecilho para o sucesso profissional.

•••

CLIQUE AQUI E CONHEÇA A PÁGINA DO CLIPPING LGBT NO FACEBOOK.

1 thought on “Homossexual assumido é nomeado CEO do HSBC na Europa

  1. A gente deve buscar pelo profissionalismo, “chegar” quem sabe a homossociabilização! A questão é o inverso: deixar a atração ser “protagonista”! Na Faculdade, quando houve o swing: casal hetero e casal gay, disse que dentro dos limites: bissexual e gay! Assim a transa aconteceu comigo e namorado da colega (também colega) e meu namorado e a colega! Carinhoso, o colega do “swing” comentou se romper meu esfincter fosse dolorido, ele pararia! Felizmente o penis dele tinha “apenas” o cumprimento longo! Prazer mutuo! Nossa transa demorou bem mais por consenso de ambos! Ele até disse maroto, talvez teu namorado tenha ciume! Ri e disse ou nos tornamos mais “casal”! Ele disse que na transa até a prática é decisiva (na sexualidade)! Que se Não estivesses os quatro entrosados, mesmo já me desejando penetrar, deixaria se levar por comentários do tipo anus/fezes, mas que transar comigo fez perceber que em nada impediu a ereção mutua, ao momento!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *