Criança transgênero é autorizada a usar banheiro feminino em escola

Publicado pelo portal UOL*, em 25 de agosto de 2014

Skyler, que antes era chamada como Seth, foi diagnosticada com transtorno de identidade de gênero

Skyler, que antes era chamada como Seth,
foi diagnosticada com transtorno
de identidade de gênero

Uma escola da cidade de Gold Coast, na Austrália, aceitou mudar as regras para ajudar na adaptação de uma aluna transgênero de seis anos em seu dia a dia na instituição de ensino.

Segundo informações do portal do tabloide britânico “Daily Mail”, a estudante Skyler Burns foi autorizada a utilizar os banheiros femininos da escola e uma sala de aula separada é usada sempre que ela precisa trocar de roupa, evitando assim perguntas desnecessárias dos colegas.

De acordo com os pais da criança, a instituição de ensino tem demonstrado apoio constante e concordou em utilizar o nome preferido da aluna, Skyler.

Inclusive, a família de Skyler e os donos da escola estão considerando, junto ao conselho de educação, adicionar a opção “gênero preferido” nos formulários de inscrição. Com a mudança, o nome escolhido pela criança poderá aparecer nos futuros boletins.

A aluna, que antes usava o nome Seth, foi diagnosticada com transtorno de identidade de gênero. Em uma das avaliações, o médico Stephen Strathis, do Royal Childrens’ Hospital Brisbane, fez uma série de perguntas para a criança. Quando perguntada sobre qual era sua cor favorita, ela respondeu que era rosa. Em relação aos brinquedos favoritos, uma casa de bonecas e um hipopótamo cor de rosa foram destacados por Skyler. Já quando foi questionada se preferia ser um menino ou menina respondeu: “eu sou uma menina”.

Desde os dois anos de idade, a criança já demonstrava interesse por produtos ditos femininos, como bonecas, tiaras e vestidos.

O doutor Strathis chegou a enviar uma carta para a escola explicando o caso de Skyler e sugerindo que para o melhor interesse da criança “ela deveria ser tratada como uma mulher na escola.”

“O choro parou e agora ela usa vestidos e é uma criança tão feliz”, disse o pai Brett Burns.

Se o desejo de ser menina de Skyler persistir, os pais vão lhe dar a opção de um tratamento hormonal para evitar e/ou amenizar as transformações masculinas da puberdade.

* Com informações do “Daily Mail”

•••

O CLIPPING LGBT TAMBÉM ESTÁ NO FACEBOOK. CLIQUE AQUI, CONFIRA E CURTA NOSSA PÁGINA.

Share

You may also like...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.