Apresentador que atacou Linn também atua no polêmico Flow Podcast

BBB 22: Linn sofre transfobia em podcast e é chamada de “troço”

Publicado pelo portal Jetss e reproduzido pelo portal de notícias da Microsoft, em 25/02/2021

A polêmica que toma conta da web nesta quinta (24) diz respeito aos xingamentos sofridos por Linn da Quebrada durante episódio do Tarja Preta FM. Em trechos que circulam pela web – e revoltam os internautas – Robert Kifer, Arthur Petry, Bianca e Kaio D’Elaqua, os apresentadores do programa, chamam a cantora de “troço”. A ofensa transfóbica chamou atenção para uma coincidência: Petry, um dos apresentadores, já substituiu Monark no Flow Podcast, depois que o titular foi afastado do programa no início do mês, após fala em defesa da criação de um partido n****ta.

Em episódio do Flow transmitido no dia 7 de fevereiro, Bruno Adib, conhecido como Monark, disse: “A esquerda radical tem muito mais espaço do que a direita radical, na minha opinião. As duas tinham que ter espaço. Eu sou mais louco que todos vocês. Eu acho que o naz***a tinha que ter o partido na***** reconhecido pela lei“.

A polêmica provocada pela fala de Monark atingiu uma repercussão enorme. O Flow perdeu patrocinadores e foi alvo de uma campanha de boicote. Na época, a Estúdios Flow, responsável pela produção do programa, divulgou nota oficial para condenar o discurso do ex-colaborador. “O Flow Podcast surgiu de um sentimento de liberdade, pluralidade e transparência. Com isso, carregamos a responsabilidade de nos conectar com milhões de pessoas e é inevitável que grandes decisões exijam grandes responsabilidades. Reforçamos o nosso comprometimento com a Democracia e Direitos Humanos”.

Share

You may also like...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.