25 de junho de 2024

Cantora evangélica fez um discurso de teor homofóbico em 2016

Publicado pelo portal Correio, em 27/04/2024

(Reprodução / Facebook)

R$ 25 mil reais. Esse é o valor que a cantora evangélica Ana Paula Valadão terá de pagar por danos morais coletivos após fazer um discurso de teor homofóbico e contra pessoas com o vírus HIV, associando gays à doença.

A revista Quem divulgou a informação após o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) confirmar por meio de uma nota. O juiz do caso, Hilmar Castelo Branco Raposo Filho, entendeu que “a manifestação e divulgação da opinião errada atribui à população LGBTI+ uma responsabilidade inexistente, atingindo a dignidade destas pessoas de modo transindividual, justamente o que caracteriza a lesão apontada pela autora”.

Ainda no processo, o juiz entendeu que culpar a comunidade LGBTQIA+ pela existência da Aids é reduzir as conquistas da coletividade durante todos esses anos

Entenda o caso

Ana Paula emitiu o comentário homofóbico em 2016, durante um congresso realizado pela internet e em um canal de televisão. Na época, ela alegou que as relações entre casais do mesmo sexo, frisando homens gays, não são normais, e que a Aids é propagada entre relações homossexuais. “Taí a Aids para mostrar que a união sexual entre dois homens causa uma enfermidade que leva à morte, contamina as mulheres, enfim… não é o ideal de Deus”, disse Ana Paula no congresso.

Clipping LGBT+ no Instagram
Clipping LGBT+ no Threads
Clipping LGBT+ no Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *