25 de junho de 2024

O encontro é uma iniciativa da Associação Brasileira de Famílias Homotransafetivas (ABRAFH) e aconteceu na manhã deste domingo (19), no Dique do Tororó

Por Luiza Gonçalves
Publicado pelo jornal Correio, em 19/05/2024

(Foto: Luiza Gonçalves/Correio)

Um café da manhã cheio de afeto, ao ar livre e, melhor ainda: de todas as famílias para todas as famílias. Neste domingo (19), aconteceu o terceiro Piquenique de Todas as Famílias, das 8h30 às 12h, no Dique do Tororó, em Salvador. O evento é uma iniciativa da Associação Brasileira de Famílias Homotransafetivas (ABRAFH) e tem como objetivo celebrar o Dia Internacional das Famílias e a diversidade que compõe os lares da capital baiana.

Uma manhã de integração, com direito a comes e bebes, bingo da diversidade, animação infantil, karaokê e forró em prol da união e respeito. O foco está em estimular práticas saudáveis de convivência, assim como fortalecer a diversidade, com gestos de afeto entre as pessoas do núcleo familiar. 

“O piquenique vem para mostrar que nossas famílias da diversidade também são famílias e podem ser incluídas em todos os movimentos. E a meta é reunir cada vez mais organizações e aliados para promover esse dia. Família é todo mundo que convive em um lar, parcialmente ou diariamente, que tem laços afetivos e que se cuida”, explica o coordenador da ABRAFH, Renildo Barbosa.

Rebeca Pereira, 27, descobriu o evento por um grupo online do qual participa e aproveitou a ocasião para passear com seu neném Israel, de 1 ano. “Achei muito interessante, tem vários tipos de grupos e é uma chance de conhecer pessoas novas”. Já Priscila Abade, 42, veio com o namorado para prestigiar os amigos que organizam o evento. Ela defende: “Família é tudo, independente das diferenças.”

Leticia Linhares, 56, concorda com a afirmação. Ela é a coordenadora na Bahia do coletivo Mães da Resistência, uma associação de mães e familiares de pessoas LGBTQIAPN+ que luta por políticas públicas e principalmente pela conscientização dos familiares: “A gente conversa muito com as pessoas sobre aceitação. Porque a família é nosso primeiro laço na sociedade e muitas famílias não aceitam. Então focamos em passar a informação de que as pessoas não estão sozinhas, que há outras pessoas que passaram por aquela situação e respeitaram a condição de cada filho. E seguimos adiante, reforçando essas famílias. A partir do momento que você tem um suporte dentro de casa, você se torna mais forte para também lutar pelos seus direitos.”

O Piquenique de Todas as Famílias é organizado conjuntamente com cerca de 30 coletivos, órgãos e entidades, além de ativistas independentes e pessoas aliadas em geral. Um desses coletivos é o Met Bronca, idealizado por Eva Carreira e Tetê Carreira, que, através de ações sociais e culturais, lutam pelo direito de fala das mulheres lésbicas e da comunidade LGBTQIAPN+.

“A gente milita em prol dos direitos e da igualdade, porque nós somos iguais em termos de amar e existir. E nossas famílias são diversas e elas existem, resistem e nós temos o direito de estar em todos os espaços demonstrando nosso carinho”, declara Eva Carreira.

Cada marco é relevante e celebrar as famílias é necessário, destaca Tetê: “Para mim, é super importante, pois a gente vem nessa luta há muito tempo e estamos trilhando cada vez mais conquistas. O casamento, por exemplo, hoje eu posso dizer que sou casada no civil com minha esposa. A adoção também. É uma alegria enorme a gente poder adotar uma criança e cuidar dela. Então, momentos como o de hoje seguem nesse caminho, dando amor e carinho à nossa comunidade.”

Clipping LGBT+ no Instagram
Clipping LGBT+ no Threads
Clipping LGBT+ no Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *