Transfobia e diversidade são temas de palestra ministrada para agentes penitenciários

Publicado pela Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Estado da Bahia, em 21 de agosto de 2014

SJCDHAgentes penitenciários recém contratados para atuarem no sistema prisional da Bahia assistiram à palestra da coordenadora do Núcleo LGBT da Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH), Paulett Furacão. Fruto da parceria entre a Defensoria Pública do Estado e da Secretaria da Administração Penitenciária e Ressocialização (SEAP), o evento foi realizado nesta quinta-feira (21), na Fundação Luís Eduardo Magalhães (FLEM).

Paulett Furacão apresentou casos de transfobia – discriminação contra transexuais – buscando sensibilizar os agentes para a importância de respeitar a diversidade, sobretudo no desempenho da função que os novos agentes do Estado irão exercer. Bastante questionado pelos presentes, o procedimento de revista em unidades prisionais foi outro assunto debatido. “ O essencial é o tratamento com profissionalismo e sensibilidade”, frisou Paulett.

O nome social foi outro aspecto defendido pela palestrante que condenou termos preconceituosos dirigidos a internos transsexuais ou qualquer outra forma de violação de direitos deste segmento. Na ocasião, os agentes sugeriram criação de um documento para facilitar a identificação de internos travestis e transsexuais. “ Este é um caminho para o respeito e reconhecimento”, defendeu Paulett.

•••

O CLIPPING LGBT TAMBÉM ESTÁ NO FACEBOOK. CLIQUE AQUI, CONFIRA E CURTA NOSSA PÁGINA.

Share

You may also like...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *