PROTEJA: Rede de apoio a pessoas LGBT+ é lançada na Bahia

Ativistas sociais e representantes do Poder Público fundaram, no último sábado (17), a PROTEJA – Rede LGBT+ da Bahia, que tem por principal objetivo oferecer apoio e proteção a pessoas LGBT+ (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e demais identidades não hegemônicas) vítimas de ofensas, violências e violações de direitos no Estado da Bahia.

Por posições estratégicas que ocupam ou funções que desempenham, as(os) integrantes da nova rede pretendem contribuir com um atendimento emergencial, célere, objetivo e bem direcionado ao público-alvo. Recebidas as demandas, a rede Proteja analisará os casos, prestará as informações necessárias, encaminhará para as instâncias responsáveis por apuração e providências, bem como acompanhará os desdobramentos de cada um.

Para realizar uma ação de tal magnitude, a rede Proteja conta com a parceria de entidades como o Centro de Promoção e Defesa dos Direitos LGBT, Engaja – Núcleo de Empatia e Apoio Jurídico, Famílias pela Diversidade, Instituto Latino-Americano de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos e Mães do Arco-Íris, além de adesões voluntárias de advogadas(os), psicologas(os), líderes comunitários e ativistas LGBT+ que atuam de forma independente.

A rede também conta com representantes da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Bahia, Conselho LGBT do Estado da Bahia, Ministério Público Estadual, Defensoria Pública da Bahia, Defensoria Pública da União, Secretaria de Educação do Estado da Bahia, Secretarias de Saúde do Estado da Bahia e do Município de Salvador, Polícia Militar, Universidade Federal da Bahia e Fundação Gregório de Matos.

Até o momento, é possível entrar em contato direto com a rede Proteja pelo e-mail protejalgbtba@gmail.com e pela página no Facebook (https://www.facebook.com/protejalgbtba). Outros canais de comunicação serão criados em breve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *