Juiz faz surpresa emocionante para casal gay que queria adotar

Publicado pelo site A Capa, em 24 de outubro de 2014

adocao5O casal Gil Alessandro e Rogério Souza Sarat passou por um momento de forte emoção em Sidrolândia, Mato Grosso do Sul. Tudo porque foram surpreendidos por um juiz, que estava no palco de um evento, e que comunicou a autorização da adoção de uma criança.

Eles foram chamados para dar um depoimento sobre o processo de adoção por qual passavam, quando o juiz Fernando Moreira Frentas da Silva, da 2ª Vara Civil Criminal, comunicou que eles estavam aptos a adotar e que já poderiam buscar a criança no abrigo.

O casal, que tem 31 anos, havia entrado com o pedido de adoção de um menino de 10 anos há duas semanas e comemoraram a conquista da paternidade. A criança é a última de um grupo de quatro irmãos, que passaram pela adoção, e foi deixada no abrigo pela mãe e pelo pai, que são usuários de drogas.

“Fui crente de que daria só o depoimento para estimular outros casais, só que, ao final do discurso, o juiz chamou eu e o meu companheiro no palco para dizer que estava entregando a guarda e que a gente poderia passar no abrigo e voltar com ele para casa”, revelou Gil ao site Campo Grande News.

O juiz afirmou que o garoto era considerado “velho” para a adoção, já que a maioria dos casais quer crianças mais novas. Gil e Rogério, por sua vez, procuraram o abrigo dizendo que queriam adotar sem se importar com a idade ou o sexo do filho.

“Quando foi perguntado se ele se importava em ter dois pais, ele falou: posso ter dois, três… O que quero é ser amado. Eu posso, e o Rogério também, dar amor para essa criança e fazer ela feliz”, declara Gil.

•••

O CLIPPING LGBT TAMBÉM ESTÁ NO FACEBOOK. CLIQUE AQUI, CONFIRA E CURTA NOSSA PÁGINA.

Share

You may also like...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *