Censo do CNJ revela 122 juízes gays com união estável

Publicado no jornal A Tarde, em 16 de maio de 2014

casamento8De um total de 10,7 mil juízes, entre homens e mulheres, pelo menos 122 declararam união estável com pessoas do mesmo sexo, segundo censo divulgado nesta segunda-feira, 16, pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Do número apontado, 72,1% da magistratura são homens e 27,9% são mulheres.

A pesquisa, elaborada pelo Departamento de Pesquisas Judiciárias do CNJ, mapeia pela primeira vez informações sobre a magistratura brasileira, dando também informações sobre gênero, estado civil e etnia dos juízes brasileiros.

Conforme o censo, dos 10,7 mil juízes pesquisados, sejam eles homossexuais ou héteros, 78,4% são casados, 11,4% são solteiros, 7,2% são divorciados e 0,6% viúvos, sendo que de todos os juízes e juízas brasileiros, 76% possuem filhos.

Mulheres 

A pesquisa ainda revela que até 1980, as mulheres representavam 21,4% do corpo de juízes brasileiros, mas em 2013 o magistrado já contava com 35,9% de mulheres. Na Justiça do Trabalho, são 47% mulheres e na Justiça Militar, há uma predominância ainda maior: 83,6%.

? O CLIPPING LGBT TAMBÉM ESTÁ NO FACEBOOK. CLIQUE AQUI, CONFIRA E CURTA NOSSA PÁGINA. ?

Share

You may also like...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *