Unijorge lança núcleo de diversidade focado na assistência jurídica e psicológica para a comunidade LGBTQIA+ em Salvador

Iniciativa da Coordenação do Curso de Direito do Centro Universitário Jorge Amado – Unijorge, em Salvador, o AMADO – Núcleo de Apoio à Comunidade LGBTQIA+ busca reforçar o campo de atuação e a responsabilidade social na temática da diversidade dentro da Unijorge. A ideia é promover assistência jurídica e psicológica, além da integração da comunidade acadêmica, que será sensibilizada das múltiplas vulnerabilidades sofridas pela população LGBTQIA+.

O núcleo trabalhará com o eixo estratégico de integração com outros grupos, redes, conselhos e comitês institucionais do Poder Executivo Municipal e Estadual e da sociedade civil, somando esforços em rede para a promoção da diversidade. Esse trabalho incluirá o mapeamento da rede existente em órgãos públicos e da sociedade civil, voltados a população LGBTQIA+ na cidade de Salvador, com a finalidade de parcerias e fortalecimento da rede.

O evento de lançamento do AMADO acontece no próximo dia 10, com transmissão pelo Teams. Quem tiver interesse em integrar o grupo ou curiosidade em saber mais sobre essa temática, pode fazer a sua inscrição através do Sympla: https://www.sympla.com.br/lancamento-do-amado—nucleo-de-apoio-a-comunidade-lgbtqia__958120

Convidados do evento de lançamento no dia 10/10 às 17h:
Luis Carlos Laurenço – Coordenador do Curso de Direito;
Kátia Jane Chaves Bernardo – Coordenadora de Psicologia;
Sóstenes Jesus dos Santos Macêdo – Coordenador do Núcleo AMADO;
Débora Ferraz – Psicóloga – Doutora em Antropologia;
Edvaldo Gomes Vivas – Promotor de Justiça da 29ª Promotoria de Justiça de Assistência de Salvador e Coordenador do Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos;
Sellena Ramos – Graduanda em Direito, pesquisadora do Grupo de Estudos de Criminologia Feminista, idealizadora e coordenadora do Centro de Cultura e Acolhimento LGBTQIA+ Casa Aurora;
Roberto Ney Araújo – Advogado e professor especializado em Direitos Humanos e Democracia pela Universidade de Coimbra. Vice Presidente da Comissão de Diversidade Sexual da OAB/BA;
Gabriel Teixeira – Psicólogo pela UNIFACS, Coordenador de Políticas LGBT da Superintendência de Apoio e Defesa dos Direitos Humanos (SUDH);
James Azevedo – Guarda Municipal e Encarregado da Coordenadoria de Assuntos Jurídicos, membro do Comitê Municipal de Combate à LGBTfobia;

O agendamento para as demandas jurídicas acontece por meio do telefone (71) 99902-8879. Para o atendimento em psicologia, o contato é feito diretamente com o profissional. Conheça os(as) psicólogos(as) disponíveis:
• Andréa Matta (CRP03/20298) – Terça-feira, das 8h às 12h – (71) 988222746
• Tatiane Alves Santos (CRP: 03/19117) – Terça-feira das 18h às 21h – (71) 997414982
• Letícia Menezes Valadares Coelho (CRP03/20272) – Quarta-feira das 8h às 12h – (71) 985003097

Os atendimentos estarão disponíveis a partir da data de lançamento, dia 10/09/2020.

Convênio oferta 100 bolsas integrais para graduação EAD para LGBTI+ em situação de vulnerabilidade

Convênio firmado entre a UniAraguaia e a Aliança Nacional LGBTI+ oferecerá bolsas para graduação EaD à população LGBTI+ e abrangerá ensino, pesquisa e extensão. Serão oferecidas até 100 bolsas integrais em um total 21 cursos de graduação EaD da UniAraguaia, para a população LGBTI+ em condição de vulnerabilidade, além de 15% de desconto nos cursos EaD (graduação e pós-graduação) para os membros da Aliança Nacional LGBTI+.

A iniciativa inédita de responsabilidade social partiu do Centro Universitário Araguaia (UniAraguaia), instituição de ensino superior regularmente credenciada e com nota máxima junto ao Ministério da Educação. O projeto terá o nome “Programa de Inclusão Educacional LGBTI+ Brunna Valin”, em homenagem à ativista paulista trans falecida em junho deste ano após uma longa luta contra o câncer. A parceria também envolverá a instituição Casa Satine, cuja equipe técnica de triagem realizará o processo de seleção de bolsistas.

A solenidade de assinatura do convênio pelo reitor da UniAraguaia, professor MS Arnaldo Cardoso Freire, e pelo diretor-presidente da Aliança Nacional LGBTI, Toni Reis, foi realizada virtualmente no final da tarde da quinta-feira (16/07).

As inscrições para o processo de seleção serão abertas no período de 18 a 27 de julho de 2020, com divulgação dos resultados prevista para o dia 4 de agosto de 2020. O edital e a ficha de inscrição estão disponíveis nos links a seguir:

Edital 01/2020, de 18 de julho de 2020 – Programa de Inclusão Educacional LGBTI+ Brunna Valin;

Ficha de Inscrição para candidatos/as a bolsa.

Informações adicionais:

• Toni Reis, viretor-presidente da Aliança Nacional LGBTI+: (41) 99602-8906;

• Layza Lima, assessora de Mobilização, Integração e Interação da Aliança Nacional LGBTI+: (27) 99611-3767;

• Professor Hamilcar Costa, vice-diretor pedagógico da UniAraguaia: (62) 98416-2585.

“Aquele último verão” estreia em maio no Teatro Gamboa Nova, em Salvador

Espetáculo aborda a relação de amor entre dois homens e o reencontro de ambos após mais de duas décadas

Espetáculo teatral dirigido pelo também ator e artista de visualidades Roberto Laplagne e primeiro texto de sua autoria, “Aquele último verão” estreia no próximo dia 2, no Teatro Gamboa Nova, e permanecerá em cartaz durante todo o mês de maio, às quartas e quintas-feiras, a partir das 19h. No elenco, Gésner Braga, Mário Bezerra e participação especial de Hamilton Lima.

“Aquele último verão” expõe a amizade que transcende o tempo, o espaço e as adversidades. Narra a história de dois amigos de adolescência que viveram intensamente a amizade e acabam por perceber que outro sentimento os envolvia, até que um deles se afasta sem um motivo aparente. Eles se reencontram após duas décadas, longa ausência provocada pelas escolhas conflitantes de cada um. O acaso os reúne outra vez numa festa de colegas do colégio, quando então relembram – através das histórias vividas, das músicas que ouviam na época e dos lugares que frequentaram – a amizade nascida na juventude, com momentos divertidos e felizes, mas que deixou pendências a ser resolvidas.

A encenação adota uma construção realista na interpretação das personagens Pedro e Luiz, ressaltando o plano da memória por meio das situações que eles viveram, das músicas que ouviam na adolescência e de espaços da cidade de Salvador. Na peça, serão utilizados elementos tecnológicos para que a trilha sonora, composta por canções da MPB, seja operada pelos próprios atores.

A ambientação cênica também segue um conceito realista, além de minimalista, com o uso de um praticável como elemento cenográfico que remete às balaustradas das praias de Salvador. Em harmonia com a proposta geral, o figurino é concebido com trajes contemporâneos, utilizando uma paleta de cores que permita uma identificação imediata das personagens e suas personalidades. O projeto de iluminação reproduz o horário em que acontece a ação dramática, assim como as mudanças de atmosfera de acordo com as nuances do texto e da proposta da direção.

Com esta montagem, Roberto Laplagne encena um texto dramático de sua autoria depois de ter dirigido “Dois perdidos numa noite suja”, que teve a sua estreia em dezembro de 2016, em Aracaju, Sergipe, tendo sido também apresentado em Salvador, no Teatro Gamboa Nova, em março de 2018.

FICHA TÉCNICA:

Dramaturgia, direção e figurinos: Roberto Laplagne
Atuação: Gésner Braga, Mario Bezerra e participação especial de Hamilton Lima
Iluminação: Victor Hugo Sá
Operação de luz: Luna Rocha
Cenografia: Roberto Laplagne e Maurício Pedrosa (cenógrafo associado)
Assessoria em voz e movimento: Roberto Lúcio
Produção executiva: Matheus Menezes

SERVIÇO:

AQUELE ÚLTIMO VERÃO
Estreia 02/05/2019 e continua em cartaz todas as quartas e quintas de maio, às 19h
Teatro Gamboa Nova (Gamboa de Cima, 3 – Aflitos)
Ingressos: R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia)
Vendas online: www.sympla.com.br/aqueleultimoverao

REDES SOCIAIS

Instagram: www.instagram.com/aqueleultimoverao/
Facebook: www.facebook.com/Espetáculo-Aquele-Último-Verão-438088170098792

Carnaval em Salvador: saiba como agir no caso de violência, discriminação ou preconceito

É Carnaval e todo mundo tem o direito de se divertir sem sofrer preconceito algum. O Centro de Promoção e Defesa dos Direitos das Pessoas LGBT, em Salvador, divulga algumas orientações no caso de ocorrências de agressões na capital baiana. Verifique as ilustrações abaixo e confira a lista de locais de plantão de atendimento caso você precise ou saiba de alguém que necessite.

Defensoria Pública do Estado da Bahia – DPE/BA
O plantão teve início em 28 de fevereiro, a partir das 15h, e vai até a Quarta-feira de Cinzas, às 15h.
Rua Pedro Lessa, 123 – Canela.
Telefones: (71) 3116.0511 e 99913.9108
A DPE também estará nos postos fixos da DEAM – Delegacia de Atendimento à Mulher, Centro Integrado da Infância e no Núcleo da Prisão em Flagrante.

Posto da Polícia Civil de Atendimento a Vítimas de Racismo e Intolerâncias
Largo 2 de Julho.
Telefone: (71) 3321-4167

Ministério Público do Estado da Bahia – MPE/BA
Localização dos postos fixos de atendimento do MPE/BA:
• Rua Arquimedes Gonçalves, 142 – Jardim Baiano/Nazaré.
Telefone: (71) 3321.1979
• Centro Integrado de Atendimento ao Adolescente, Av. Bonocô, s/n.
Telefone: (71) 3321.1949
• Central de Flagrantes, Plantão do Judiciário, incluindo Audiências de Custódia
Rua Antônio Carlos Magalhães, 4425
Telefone: (71) 3116.4699

DEAM – Delegacia Especial de Atendimento à Mulher
Com plantões de 24 horas, as DEAMs estarão em funcionamento nas unidades fixas e postos instalados no circuito do carnaval.
Unidades fixas da DEAM:
• DEAM – Rua Padre Luiz Figueira, 180 – Engenho Velho de Brotas.
Telefone: (71) 3116.7000
• DEAM – Rua Dr. Almeida, 72 – Periperi.
Telefone: (71) 3117. 8203
Três postos foram instalados no circuito do carnaval, são eles: Ondina (Gordinhas), Barra (Rua Airosa Galvão) e Largo dos Aflitos.

Hospital da Mulher
Em casos de violência sexual (estupro) de adolescentes, mulheres cis e transexual.
Rua Barão de Cotegipe, 1153 – Roma/Cidade Baixa.
Telefone: (71) 3034.5005

Serviço Viver
Em funcionamento na sede do Instituto Médico Legal (IML), das 8h às 17h, é unidade para acolhimento e referenciamento em caso de estupro. Também disponibiliza a profilaxia pós-exposição.
Av. Centenário, 990 – Vale dos Barris.

Hospital Municipal de Salvador (HSM)
O hospital fará atendimento especializado para meninas menores de 12 anos e meninos de 0 a 16 anos vítimas de violência sexual durante o carnaval.
2207, Via Coletora B, Cajazeiras, 1933 – Fazenda Cassange.
Telefone: (71) 3202.3500

Disque Denúncia de violência contra a Mulher e a população LGBT
• Disque 180
• Disque 100

UPA (Unidade de Pronto Atendimento)
Funcionamento 24 horas. Em casos de possível exposição ao vírus da aids (HIV), hepatites e outras IST, a profilaxia pós-exposição deverá ser realizada em até 72 horas nas seguintes UPAs:
• Vale dos Barris: Praça Dr. João Mangabeira, 102 – Barris
• Prof. Adroaldo Albergaria: Rua das Pedrinhas, s/n – Periperi
• Alfredo Bureau: Rua Jaime Sapolnik, Marback – Stiep
• Valéria: Rua do Lavrador, s/n – Valéria
• Hélio Machado: Rua da Cacimba, s/n – Itapuã

Secretaria de Políticas para as Mulheres – SPM
Unidade móvel para orientações e encaminhamentos.
Ponto de referência: esculturas das Gordinhas, em Ondina.
Telefones: (71) 986257654 e 999139108

Perda de documentos
Os documentos perdidos e encontrados poderão ser pegos na Guarda Civil Municipal (GCM), na Avenida San Martin, ao lado do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, das 8h às 17h, até o dia 15 de março. A relação de documentos achados é atualizada diariamente e fica disponível no site da GCM.

Delegacia Digital
Em caso de perda de documentos, objetos e furtos, você pode fazer o registro da ocorrência por meio do site da Delegacia Digital: www.delegaciadigital.ssp.ba.gov.br

Revistas
A eventual revista do público feita por agentes de segurança é prevista em lei, não se negue em caso de abordagem. Mas atenção! Ela deve ser feita de forma respeitosa, sem constrangimentos e excessos. Mulheres devem ser revistadas apenas por mulheres e a sua identidade de gênero é definida por você e deve ser respeitada!

Miss Rio de Janeiro terá primeira candidata transexual

‘Vocês sabem o quanto me dedico a representar todas as mulheres de nosso País’, afirmou Náthalie de Oliveira

Publicado pelo portal Terra, em 19 de janeiro de 2019

Náthalie de Oliveira será candidata ao Miss Rio de Janeiro em 2019. (Foto: Instagram / @nathydoll3 / Estadão Conteúdo)

A modelo Náthalie de Oliveira, 24, será a primeira mulher transexual a ser candidata ao concurso Miss Rio de Janeiro, que ocorrerá no próximo sábado, 26.

A candidata da cidade de Bom Jardim publicou alguns stories em um hotel neste sábado, 19, participando de algumas etapas do concurso. Náthalie fez o anúncio em seu Instagram há alguns dias: “Se preparem porque vai ter mulher transexual no Miss Rio de Janeiro sim”.

“Vocês sabem a minha trajetória no mundo Miss e o quanto me dedico a representar todas as mulheres de nosso País. Dessa vez não será diferente, preparada e com um time estrondoso comigo.”

Em relação à sua trajetória, em seu perfil no Instagram, Nathy, como gosta de ser chamada, afirma ter vencido o concurso de Miss T Brasil e sido vice-campeã do Miss International Queen em 2016. Por fim, concluiu: “O tempo de casulo acabou, vamos voar!”

Náthalie também é youtuber. Em seu canal, que atualmente conta com quase de 15 mil inscritos, fala sobre temas como transexualidade, maquiagem e viagens.

Confira algumas fotos de Náthalie de Oliveira, primeira candidata trans do concurso Miss Rio de Janeiro:

https://www.instagram.com/p/BslshIBHz83/?utm_source=ig_embed

https://www.instagram.com/p/BsntJjsHYuI/?utm_source=ig_embed

https://www.instagram.com/p/Bsa9UF3n9rr/?utm_source=ig_embed

https://www.instagram.com/p/BsOUxUNnu35/?utm_source=ig_embed

Edital de Seleção de Pesquisadoras Lésbicas

Está aberta a seleção de pesquisadoras lésbicas para compor o Projeto 50 Lésbicas para Lembrar, organizado pela plataforma Lésbicas que Pesquisam. Serão selecionadas 35 pesquisadoras que sejam lésbicas e estejam dispostas a pesquisar, cada uma, sobre a vida de uma mulher lésbica, produzindo um breve artigo.

As 50 mulheres a serem pesquisadas já foram previamente escolhidas em etapa anterior do projeto, que já está em andamento há um ano. A distribuição dos nomes entre as selecionadas será feita de maneira aleatória, considerando-se apenas a proximidade geográfica para que se oportunizem entrevistas presenciais. O resultado de cada artigo será publicado em uma coletânea, que conterá as histórias dessas 50 mulheres.

Preferencialmente, as pesquisadoras devem ter experiência em pesquisa. Serão aceitas pesquisadoras de qualquer área do conhecimento, que residam em qualquer parte do Brasil ou exterior, com preferência para América Latina. A prioridade é para pesquisadoras lésbicas negras e indígenas. A participação é voluntária, pois o projeto não conta com o fomento de nenhum órgão de pesquisa.

O prazo para envio do artigo está previsto para dezembro de 2019, sendo pré-requisito que as pesquisadoras interessadas tenham disponibilidade de concluir seu trabalho até lá. Ao longo do processo de pesquisa, não há necessidade de encontros presenciais com as organizadoras, sendo o contato realizado por e-mail.

A seleção teve início no dia 9 de janeiro e terminará no dia 31 de janeiro, com divulgação de resultado no dia 15 de fevereiro. A divulgação se dará por e-mail e página do Facebook.

Pesquisadoras que já estiveram vinculadas a este projeto, mas perderam contato com a organização ao longo do ano, e desejam retomar as atividades devem igualmente participar do processo de seleção.

Para participar, clique aqui e acesse o formulário de inscrição online

“Só preciso estar aqui” diz candidata trans, Angela Ponce, durante o Miss Universo 2018

Por Samilla de Souza
Publicado pelo portal Observatório G, em 17 de dezembro de 2018

Angela Ponce durante homenagem no Miss Universo 2018 (Foto: Reprodução)

Angela Ponce, de 26 anos, foi a primeira mulher trans a disputar no Miss Universo. A modelo concorreu pelo país onde nasceu, a Espanha. A cerimônia aconteceu na noite deste domingo (16), em Bangkok, na Tailândia.

Concorrendo com 93 outras mulheres, a Miss Espanha não conseguiu alcançar o Top 20. No entanto, Angela Ponce recebeu uma homenagem emocionante durante o evento.

A produção preparou um vídeo dedicado à primeira mulher trans a participar da competição, e, ao fim, a Miss desfilou erguendo a faixa, em meio a muitos aplausos.

OAB/BA realiza seminário sobre diversidade sexual e de gênero

https://www.sympla.com.br/i-seminario-da-diversidade-sexual-e-de-genero-da-oab-ba__361504

A Comissão de Diversidade Sexual e Enfrentamento à Homofobia da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Bahia realizará o seu I Seminário da Diversidade Sexual e de Gênero, no dia 28 de setembro de 2018, das 8h às 20h, no auditório da Faculdade de Direito da UFBA, que fica na Rua da Paz, s/n, Graça, em Salvador.

O evento é aberto ao público e contará com a presença de profissionais da área jurídica, estudantes e pesquisadores, bem como representantes e membros dos movimentos sociais, engajados na discussão de aspectos contemporâneos referentes aos direitos da população de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e intersexuais (LGBTI).

Com o objetivo de fomentar a discussão e a construção de políticas públicas para o enfrentamento à violência contra LGBTIs, os pontos abordados serão transcritos em um documento a ser divulgado para a sociedade civil.

Clique aqui para fazer sua inscrição. A programação completa está disponível nesse mesmo link. As inscrições são gratuitas e também podem ser efetuadas no local do evento.

Curso para jovens pretende acelerar resposta à AIDS e sífilis em Salvador

O projeto Viva Melhor Sabendo Jovem Salvador realizará uma nova ação com o objetivo de acelerar e fortalecer a resposta ao HIV/AIDS e sífilis na capital baiana, principalmente, entre adolescentes e jovens. Com esse fim, capacitará 30 jovens para a testagem de fluído oral por meio do Curso Aids, Gênero e Sexualidade, Direitos Humanos e Manejo do Teste de Fluido Oral.

Com duração de 40 horas, o curso estará dividido em três módulos: básico (16h), específico (16h) e prático (8h). Ele será ministrado nos dias 24 e 25 de agosto de 2018, em local ainda a definir, e também entre os dias 28 e 31 do mesmo mês, no turno vespertino, na sede do Grupo de Apoio à Prevenção à Aids da Bahia – GAPA Bahia, que fica na Rua Ribeiro dos Santos (Rua do Passo), n. 45-47, Carmo, no Pelourinho. As inscrições estão sendo feitas pela internet, com preenchimento de formulário eletrônico disponível no link: https://goo.gl/forms/Akd5vSV7HM4JmGhg1. Mais informações pelo e-mail vivamelhorsabendojovemssa@gmail.com.

O projeto Viva Melhor Sabendo Jovem Salvador é uma realização do GAPA Bahia, Secretária Municipal de Saúde, Unicef e UNAIDS.

Modelo trans vence concurso Miss Espanha e disputará o Miss Universo

A modelo espanhola Angela Ponce (foto: BeMiss/Reprodução)

Angela Ponce venceu a competição em seu país na noite de sexta

Por Estadão Conteúdo
Publicado pelo portal UAI, em 30 de junho de 2018

A modelo transgênero Angela Ponce foi eleita Miss Espanha na noite de sexta-feira, 29, e representará seu país no concurso de Miss Universo que será realizado ainda neste ano.

Na cerimônia, Angela recebeu a coroa de Sofía del Prado, vencedora do concurso em 2017. Não será a primeira vez que uma mulher transgênero participa do concurso. Em 2012, a canadense Jenna Talackova ficou entre as 12 melhores da competição.

No Brasil, a amazonense Mayra Dias foi escolhida para representar o País no concurso global.

Nove casais LGBT celebram união homoafetiva no MP nesta quinta-feira, em Salvador

Por George Brito
Publicado pelo Ministério Público do Estado da Bahia, em 25 de junho de 2018

O Ministério Público do Estado da Bahia realiza nesta quinta-feira, dia 28, em Salvador, a união de nove casais homoafetivos. Será o primeiro casamento coletivo LGBT celebrado na capital baiana por meio do projeto “Sim ao Amor”, cujo objetivo é promover o reconhecimento social e judicial das uniões homoafetivas, com a realização de matrimônios civis de lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, transgêneros e travestis na cidade. A cerimônia será realizada às 17h na sede do MP no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

Esse será o segundo casamento coletivo LGBT promovido pelo projeto. O primeiro foi realizado em julho de 2016, na cidade de Santo Amaro, recôncavo baiano. Na oportunidade, três casais celebraram a união civil. A luta pela promoção desse direito à população LGBT vem se fortalecendo desde 2014, quando o promotor de Justiça Inocêncio Carvalho realizou em Itabuna o primeiro casamento de pessoas do mesmo sexo. Idealizado pela promotora de Justiça Lívia Vaz, que coordena o Gedem, o projeto ganhou mais força institucional e vem sendo ampliado. O “Sim ao Amor” é uma iniciativa do Gedem e do Grupo de Atuação Especial de Proteção dos Direitos Humanos e Combate à Discriminação (Gedhis), com o apoio estratégico do Centro Operacional de Defesa dos Direitos Humanos (Caodh), coordenado pela promotora de Justiça Márcia Teixeira.

O projeto conta com o apoio da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Bahia (OAB-BA), Comarca de Salvador, Grupo Gay da Bahia (GGB), Grupo Enlace, Grupo Família pela Diversidade, Cartório de Nazaré; e com a parceria da cantora Meire Reis, da joalheira Felissa, da agência de design “b.better”, Perpetua Decorações, Compota da Bisa, Mary Kay, Lúcia Passos designer de bolo, Hermes Fotografia, Fátima Bem Casados, Studio das Divas, Makeup Poder, Ondas de Trajes a Rigor e Douglas Campos Bouffet e Decoração. Entidades interessadas em apoiar o evento podem entrar em contato com o Gedem pelo telefone 3321-1949.

Ilha de Itaparica terá sua Primeira Semana da Diversidade LGBT+

A Primeira Semana da Diversidade LGBT+ da Ilha de Itaparica, na Bahia, acontecerá de 14 a 19 de maio de 2018, tendo como principal objetivo promover o diálogo sobre aceitação da diversidade étnica, cultural e de gênero, bem como sobre questões que emergem no contexto contemporâneo, voltadas para a população LGBT+, para a juventude negra, para as mulheres, crianças e adolescentes da Ilha de Itaparica. Serão seis dias de atividades, com palestras, workshops, mostra de filmes e poesias, nos municípios de Vera Cruz e Itaparica.

Na programação do evento, está agendada uma audiência pública sobre a população LGBT+ da Ilha de Itaparica, que acontecerá no dia 17 de maio, dia mundial e municipal contra a homofobia, bem como o “OcupeyLacre”, uma ocupação LGBT+ da Praça de Mar Grande, no dia 19 de maio (sábado), a partir das 18h30, com shows, desfiles, danças, poesias e muito mais.

As palestras e demais atividades serão desenvolvidas com foco nos direitos humanos. A Constituição Federal brasileira define como objetivo fundamental da República (art. 3º, IV) “promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade ou quaisquer outras formas de discriminação”.

O evento está sendo organizado pelo DIMAR – Coletivo da Diversidade da Ilha de Itaparica, em parceria com a Associação dos Estudantes da Ilha de Itaparica – AEITA, Grupo Negritude em Nós e Rede AFRO LGBT/BRASIL.

Confira a agenda provisória de atividades:

14/05 (segunda-feira) – Palestras nas escolas;

15/05 (terça -feira) – Palestras nas escolas;

16/05 (quarta-feira) – Palestras nas escolas;

1705 (quinta-feira) – Audiência Pública/ Dia Municipal contra a Homofobia;

18/05 (sexta-feira) – Palestras nas escolas;

19/05 (sábado) – Ocupação LGBT da Praça de Mar Grande – “OcupeyLacre”.

Projeto de Lei “Teu Nascimento”, em Salvador: nova mobilização ocorre nesta segunda-feira, 23

Foram quatro as tentativas de votação do Projeto de Lei 292/17, na Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) da Câmara Municipal de Salvador, até o momento. Nos dias 4, 11, 16 e 18 de abril, representantes do movimento LGBT+ reuniram-se em apoio à aprovação do projeto que estabelece medidas administrativas para o combate à discriminação em razão da orientação sexual, identidade e expressão de gênero, e acompanharam todas as reuniões da CCJ. Conhecido como Projeto de Lei “Teu Nascimento”, ele é uma homenageia a um jovem trans (foto) assassinado em maio de 2017. As tentativas de sua votação foram impedidas em razão de adiamentos e pedidos de vistas. Nova análise para votação está agendada para esta segunda-feira, 23, às 14h, e ativistas LGBT+ marcam nova mobilização.

O Projeto de Lei “Teu Nascimento”, de autoria da vereadora Aladilce Souza (PCdoB), pretende atualizar a legislação municipal (Lei n. 5.275/1997) que trata do combate a atos discriminatórios contra pessoas em razão de sua orientação sexual e identidade e expressão de gênero, bem como prevê a penalização de qualquer estabelecimento comercial, industrial, entidades, representações, associações ou fundações que discriminem ou adotem atos de violência física ou verbal contra LGBTs. O projeto teve parecer favorável do relator da matéria na CCJ, vereador Suíca (PT), que o avalia como em conformidade com a Constituição, a Lei Orgânica do Município e o Regimento Interno da Casa.

Ativistas sociais mobilizam-se nesta quarta-feira, 11, em favor de lei que puna a LGBTfobia em Salvador

Capa do Diário Oficial da Câmara Municipal de Salvador, em 05/04/18.

Uma nova mobilização de ativistas LGBT+ está programada para esta quarta-feira (11), na Câmara Municipal de Salvador, em defesa da aprovação do Projeto de Lei “Teu Nascimento” (PL n. 292/2017), cuja votação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) está marcada para as 13h. Se aprovado na CCJ, o PL segue para votação em plenário. O projeto recebe o nome de Teu Nascimento em homenagem a um jovem trans brutalmente assassinado em maio de 2017.

De autoria da vereadora Aladilce Souza (PCdoB), o PL propõe medidas administrativas para o combate à discriminação em razão da orientação sexual, identidade e expressão de gênero e prevê penas para estabelecimentos comerciais, industriais, entidades, representações, associações ou fundações que discriminem ou adotem atos de violência física ou verbal contra pessoas LGBT. O relator na CCJ é o vereador Suíca (PT).

Instituto Mais Solidário oferece bolsas de estudo para população LGBT+ em Salvador

O Instituto Mais Solidário Bolsas Estudantis, que reúne cinco instituições de ensino superior, está disponibilizando mais de 300 bolsas de estudo à população LGBT+, para cursos presenciais de graduação com até 70% de desconto. Com esse fim, será realizado o Dia de Inclusão Educacional, nos próximos dias 17 e 24, uma ação específica de vestibular para esse segmento da população, promovida entre pelo Instituto Mais Solidário e o Núcleo de Acolhimento, Acompanhamento e Estatística Gésner Braga.

Os interessados em concorrer às vagas têm duas formas de ingresso. Estudantes que tenham nota superior a 450 pontos de média não precisam realizar o vestibular. Devem apenas levar o espelho com as notas do Enem para comprovação. Já as pessoas que não fizeram o Enem ou têm nota abaixo de 450 pontos deverão realizar o vestibular. Também serão disponibilizadas vagas e inscrições para o Fies.

Entre as faculdades conveniadas, estão a UNIRB, FCGB, São Salvador, FTC e Helio Rocha, com ofertas de vagas em cursos nas áreas de saúde, direito, administração, contabilidade, engenharias, tecnologias, gastronomia, educação, serviço social e mais de 60 opções de cursos com nota 4 no MEC. Tudo isso é destinado à população LGBT+, sem necessidade de nota do Enen, sem fiador, sem juros e sem custos de vestibular. No Dia de Inclusão Social, os interessados poderão escolher o curso e instituição na mesma hora. Os resultados serão entregues imediatamente, à exceção da FTC, cujo resultado é divulgado em 48 horas.

Cinco bolsas com descontos entre 50% a 70% serão oferecidas para a população LGBT, em cada um dos cursos de graduação disponíveis nos sites www.maissolidario.com.br e www.bolsamaissolidario.com.br, nos quais também podem ser consultados os valores das mensalidades. Uma das instituições de ensino engajadas nesta campanha é a Faculdade de Ciências Gerenciais da Bahia, localizada no Itaigara, que oferecerá um número maior de bolsas – 30 ao todo – para os cursos de Administração e Ciências Contábeis, com os maiores percentuais de desconto e mensalidades no valor R$ 274,00.

O Instituto Mais Solidário fica na Rua das Hortênsias, 699 (Praça Ana Lúcia Magalhães), no final de linha da Pituba, em Salvador, e realiza vestibulares diários, previamente agendados nos mesmos sites já indicados ou na própria instituição. Os interessados nas bolsas de estudos também podem entrar em contato com o ativista Vagner Pereira, por meio do celular (71) 98838-9628, ou diretamente com o Instituto, pelo celular (71) 99259-2363.