Campanha de valorização da diversidade prevê alteração de “família” no Dicionário Houaiss

Projeto Todas as Famílias é uma resposta ao estatuto aprovado pela Câmara dos Deputados que reconhece apenas o núcleo formado a partir da união de um homem e de uma mulher

Por: Larissa Roso
Publicado pelo portal ZH, em 12 de abril de 2016

Vídeo produzido pela agência de publicidade NBS mostra famílias como a de Bianca e Renata, mães de Valentina (Foto: NBS / Divulgação)

Vídeo produzido pela agência de publicidade NBS mostra famílias como a de Bianca e Renata, mães de Valentina
(Foto: NBS / Divulgação)

Com a participação do público, o Dicionário Houaiss pode mudar a definição do verbete família para se tornar mais plural e fiel à realidade. A campanha Todas as Famílias, uma parceria entre a Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual do Rio de Janeiro, a Associação Brasileira de Famílias Homoafetivas e a agência de publicidade NBS, é uma resposta ao Estatuto da Família, projeto de lei aprovado na Câmara dos Deputados, no ano passado, que reconhece apenas o núcleo formado a partir da união de um homem e de uma mulher.

O material de divulgação apresenta modelos diversos de composição: pai e mãe, duas mães, dois pais, apenas o pai, duas irmãs, mãe e padrasto. “Acho que família é algo que se compõe internamente primeiro. É muito mais um sentimento, a vontade, um desejo do que propriamente um rótulo ou uma delimitação de quantos e quem”, diz Davi, pai de Marcos, no início do vídeo de três minutos que vem sendo divulgado em todasasfamilias.com.br e nas redes sociais.

– O mundo é diverso, abrangente e dinâmico. A atual definição é reducionista e anacrônica. O que desejamos é atualizar esta definição e contribuir para a reflexão sobre quais são os verdadeiros laços que unem as pessoas em forma de família – afirma André Lima, vice-presidente de Criação da NBS.

A primeira acepção do verbete atual fala em “pessoas aparentadas, que vivem, em geral, na mesma casa, particularmente o pai, a mãe e os filhos”. Sugestões para um possível novo significado devem ser enviadas pelo site da campanha. Profissionais do Instituto Antônio Houaiss vão avaliar as mensagens e decidir se há sugestões relevantes, que justifiquem a mudança. Em caso positivo, a versão online do dicionário, hospedada no portal UOL, será alterada assim que o projeto for concluído.

– Os dicionários são organismos vivos, que, para se manterem, têm de ser alimentados, tal como as plantas ou os animais. Caso contrário, deixam de ter importância e perecem. A atualização é uma das formas de alimentá-los. Aprimorar suas definições, outra. Estar atento às transformações do mundo, uma terceira. Uma campanha como essa tem farta humanidade porque vai esclarecer pessoas, falar de assunto considerado sensível e dar voz aos interessados e àqueles que têm o que acrescentar ao já estabelecido – comenta Mauro Villar, diretor do instituto e coautor do dicionário.

•••

CLIQUE AQUI E CONHEÇA A PÁGINA DO CLIPPING LGBT NO FACEBOOK.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *