Após sucesso de público, documentário baiano ganha mais uma sala de exibição em Salvador

paraalemdosseios7O documentário “Para além dos seios”, do cineasta baiano Adriano Big,  chega à oitava semana em cartaz no Cinema do Museu, no Corredor da Vitória, e passa a ser exibido diariamente também no Cine Paseo, no Itaigara. No Museu, as sessões começam às 19h25. No Paseo, acontecem a partir das 14h10. A decisão por exibir o filme em mais uma sala ocorreu por conta do público crescente e da ótima repercussão que a obra vem tendo ao longo dessas últimas sete semanas. Confira comentários abaixo.

As sessões do Cinema do Museu têm tido um gosto especial para o público que quer mais informações sobre a produção baiana. Debates com o diretor Adriano Big e com pessoas que integram o elenco têm acontecido regularmente às quartas-feiras, logo depois da sessão, por volta das 20h30. O propósito é permanecer com essa atividade, já que a iniciativa também tem tido ótima resposta e participação intensa.

“Para Além dos Seios” aborda, a partir do seio enquanto significante do feminino, as relações com o corpo e gênero na contemporaneidade, através de assuntos como mastectomia, transgeneridade, violência contra mulher, cirurgias estéticas, amamentação, parto humanizado, entre outros. Além disso, o filme dialoga com questões atuais e traz à tona discussões sobre aborto, liberação da maconha e seu uso medicinal, teoria queer, visão crítica das representações midiáticas, a opressão das ideologias religiosas sobre os corpos e tantas outras necessárias ao nosso tempo.

Anote aí!

O Cinema do Museu fica na Av. Sete de Setembro, 2195, no Corredor da Vitória, em Salvador. O telefone da lá é (71) 3338-2241. As sessões acontecem diariamente às 19h25.

Você está mais próximo do Itaigara? Então vá ao Cine Passeo, no Shopping Paseo Itaigara, que fica na Rua Rubens Guelli, 135. Qualquer dúvida pode ligar para (71) 3015-6867. Lá as sessões também são diárias, só que mais cedo, às 14h10.

Essas informações valem até o dia 4 de maio. Mas fique atento: dia 5 podemos ter novas informações.

Tá na dúvida?

Confira alguns comentários sobre o filme:

Adriano Navegantes – Orgulho para além do peito (me permitam o terrível trocadilho). Em tempos de terríveis incertezas, de terrorismo midiático, de espúria desmoralização da nossa já tão combalida constituição, o filme é um alívio. Chegamos felizmente à conclusão de que alguém ainda pensa. E o faz com uma linda sensibilidade, muitas vezes insuspeita em um ser masculino. Meu velho amigo Adriano Big nos faz passear por ambientes difíceis e temas nem sempre dos mais palatáveis de forma leve.

Alex Simões – É lindo de se ver, é lindo se apreciar, para além dos nomes próprios e próximos que estão envolvidos.

Ana Luisa Barral – Gente consciente da soterópolis, recomendo demais esse doc. Forte, sensível, engraçado, intenso, educativo. Para além das expectativas. Para além do convencional. Para além do medo e do preconceito. Para Além dos seios!!!

Antonio Aruanda – Experiência cinematográfica única: ampliação consciencial em todos os sentidos. Vá assistir!

Deo Carvalho – Não deixem de assistir, essa obra prima do diretor Adriano Big. Leveza, sutileza, beleza, dedicação, doação, de uma inteligência invejável, ele conseguiu dar leveza nesse tema tão polêmico e doloroso. Esses seios somos todos nós.

Deusi Magalhães – Este doc está em cartaz pelo esforço do próprio diretor que se empenha em manter o filme em cartaz, uma ação importante na contracorrente do mercado. E o filme é lindo.

Emmerson Morvan – A obra é de verdade, é encantadora, é solidária e é um exercício de ser humano de verdade.

Fabricio Undr – Por conta da voracidade dos circuitos comerciais, até mesmo blockbusters têm dificuldades de permanecer uma ou duas semanas em cartaz. O filme de Adriano Soares está há seis semanas em cartaz na sala de arte! Um filme independente, documental, daqueles que tratam um tema do momento mas de forma incomum. Eu indico o filme, primeiro pelo próprio filme, mas também para participar desse fenômeno que subverte a lógica das bilheterias em Salvador.

Isadora Salomão – Gente (aos/às que não viram e/ou desejam ver de novo), recomendo demais esse filme! O roteiro brilhante de Adriano Soares Big e os depoimentos certeiros de Ivana Chastinet e Viviane Vergueiro fazem deste documentário instrumento imprescindível para a reflexão sobre os símbolos construídos sobre o feminino, nos permite debater sobre a desconstrução dos estereótipos de gênero, assim como é um filme capaz de contribuir de forma fantástica para a afirmação de nossas individualidades, identidades e potências (Ivana feelings!!! rsrs). Vale muito a pena!!! ‪#‎FeministaSim

Jerry Marlon – A melhor sugestão pra assistir um filme “de verdade”.

José Araripe Jr – Doc baiano em cartaz na Sala de Arte do Museu prossegue em sua carreira de sucesso.

Laila Rosa – Um dos filmes mais lindos que assisti recentemente. E o melhor: produzido aqui na Bahia, contando com a luxuosa participação de mulheres maravilhosas que admiro como Viviane Vergueiro, Sandra Muñoz, Ivana Chastinet e várias outras lindas. Parabéns a todxs pelo belo trabalho, e ao olhar sensível e feminista do diretor Adriano Big. Super-Super indico!

Livia Sampaio –Belíssimo filme. Sensível, aborda diversas questões delicadas com a delicadeza necessária. Sem sobras, sem drama. Imperdível. Produção local. Prata da casa. É ouro!!!

Lorena Hertzriken – Para quem ainda não viu, digo que vale muito! Assista “Para além dos seios”, prestigie o cinema nacional!!

Marcela Lobato – Documentário excelente!!! E a mensagem é maravilhosa!!! Levem inclusive seus amigos conservadores, pais e mães!!! Esse documentário pode mudar cabeças!!! Vamos lá!! Não percam!!!

Mariana Gordilho – Parabéns à equipe: eis que um filme baiano é recorde em bilheteria no cinema em que está em cartaz

Mauro Leonardo Cunha – Filme de alunos do curso de cinema da UFBA faz sucesso. Existe muito espaço para o cinema nacional.

Rodrigo Xisto – Acabei de assistir “Para Além dos Seios” e saio instigado para fomentar a minha auto-desconstrução do machismo, da transfobia, da representação midiática do corpo feminino e do patriarcado. Um bom filme pra fomentar o debate do direito ao corpo, do direito ao aborto, do direito à identidade de gênero, da regulamentação da maconha medicinal.

Thiago Gomes – Assisti ontem e indico!! Com temáticas pertinentes, ousa na proposta, filme baiano no melhor estilo cine-guerrilha. Vale a pena.

Victor Diomondes – Faz tempo que algo não me toca tanto como tema, assim como faz tempo que não vejo um filme que me proporcionasse tantas soluções inventivas. Big e a equipe que trabalhou nesse filme mostraram domínio da linguagem do cinema, não se restringiram em encenar em um documentário, realizaram prodigiosas iconoclastias num misto de deboche, despojamento e reflexão profunda sobre o que é ser mulher, e assim também questionam o que torna qualquer um ser aquilo o que é.

Volha Franco – Filme forte, sincero e verdadeiro.

Yasmin Ferraz – Quem ainda não foi ver, cooooorre! É bom demais! Adriano Soares e sua equipe arrasando e dando na cara da sociedade! ‪#‎Despeito ‪#‎ArteBaiana

Acesse a página do filme no Facebook:

www.facebook.com/paraalemdosseios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *