“A Lágrima de Deus” estreia em Salvador, no dia 30/11

O holocausto perpetrado pelo regime nazista, na Alemanha, e as barbáries cometidas em seus campos de concentração são fatos que envergonham a história da humanidade e dela não poderão jamais ser apagados. Este é o mote do espetáculo teatral “A Lágrima de Deus”, que estará em cartaz no Galpão Wilson Melo, no Forte do Barbalho, de 30 de novembro a 15 de dezembro de 2017, às quintas e sextas-feiras, às 20h, sendo que também haverá sessões às 18h, nos dias 14 e 15 de dezembro. O Forte do Barbalho fica na Rua Marechal Gabriel Botafogo, s/n, Barbalho, em Salvador A entrada é gratuita.

Júlio Cesar Ramalho assina a direção do espetáculo, que traz em seu elenco os veteranos atores Dado Ferreira, Edielson de Deus e Gésner Braga. “A Lágrima de Deus” é a segunda montagem do Núcleo de Pesquisas Cênicas, que já encenou “O Esgoto de Deus”, em 2015, produção pela qual Edielson de Deus foi indicado ao Prêmio Braskem na categoria “Ator Revelação”.

A peça narra a história de três prisioneiros de um campo de concentração, no ano de 1934, que experimentam momentos de necessária sanidade para manter-se vivos, mas também arroubos de loucura deflagrados pela persistente iminência da morte. Uma testemunha de Jeová, um deficiente físico e um homossexual dividem um pequeno galpão de confinamento onde tentam vencer as diferenças e arquitetar um plano de fuga na esperança de sobreviver ao cenário de horrores.

Segundo o autor, Ari Barranquilha, “a peça traz um recorte bastante específico do holocausto. Quando tratamos dos horrores da Segunda Guerra Mundial, costumamos nos referir sempre ao hediondo massacre de milhares de judeus. Mas esquecemos que também foram vítimas dessa barbárie homossexuais, testemunhas de Jeová, polacos, ciganos, deficiente físicos, entre outros. Nossa ‘Lágrima’ busca resgatar a história muitas vezes condenada à invisibilidade”.

O texto traz diversos aspectos da condição humana, não apenas aqueles vividos no contexto de guerra, nos anos 30 e 40. Ele também faz uma analogia com a opressão vivida, na atualidade, por minorias reféns nos campos de concentração da vida urbana marcada por violências, onde a desesperança e o medo são dominantes.

SERVIÇO

A LÁGRIMA DE DEUS

30 de novembro a 15 de dezembro de 2017, às quintas e sextas-feiras, às 20h. Sessões também às 18h, nos dias 14 e 15 de dezembro.

Galpão Wilson Melo, Forte do Barbalho, Rua Marechal Gabriel Botafogo, s/n, Barbalho, Salvador, Bahia.

Entrada franca.

TEXTO:
Ari Barranquilha

DIREÇÃO:
Júlio César Ramalho

ELENCO:
Dado Ferreira (Kurt)
Edielson de Deus (Hans)
Gésner Braga (Luber)

FICHA TÉCNICA:
Produção – Dado Ferreira
Cenografia – Júlio César Ramalho
Figurino – Júlio César Ramalho
Iluminação – Luciano Reis
Trilha sonora e edição de som – Charles Batista
Maquiagem – Roberto Laplagne
Fotografia – Charles Batista
Projeto gráfico – Charles Batista
Assessoria de imprensa – Gésner Braga

PÁGINA NO FACEBOOK:
https://www.facebook.com/alagrimadedeus/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *